Informativos

09
mar/15

 

 

09
mar/15

O QUE É?

A acne é uma dermatose que provoca o surgimento de cravos, espinhas, cistos, caroços e cicatrizes. Não chamamos uma única espinha de acne, mas, sim, o conjunto dessas manifestações muito comuns na adolescência – estima-se que entre 35% e 90% dos jovens nessa faixa etária sofram do problema.  Em menor proporção, a acne pode atingir também adultos – 1% da população masculina e 5% da população feminina. Entre as mulheres, a acne é mais frequente dos 14 aos 17 anos.  Entre os homens, pode chegar um pouco mais tarde, com maior frequência entre os 16 e 19 anos. As formas mais graves da acne são mais comuns no sexo masculino e as mais persistentes, no feminino, devido, principalmente à alta frequência dos distúrbios endócrinos.

A acne se desenvolve quando os poros da nossa pele ficam obstruídos. Essa obstrução é causada pelo excesso de sebo, células mortas e bactérias nos folículos pilosebáceos. Nosso corpo produz mais sebo quando há aumento da atividade hormonal. É por isso que a acne é mais frequente em adolescentes e pessoas com distúrbios hormonais. Mulheres também podem ter acne no período da menstruação, devido à flutuação hormonal, ou quando atingem a menopausa.

As áreas em que a acne se manifesta com maior frequência são rosto, pescoço, busto, costas e ombros, nas quais a quantidade de glândulas sebáceas (responsáveis pela produção de sebo) é maior. Todas as formas de acne podem ser controladas, e, em alguns casos, o problema se resolve espontaneamente.  É muito importante buscar tratamento, independentemente da idade do paciente.  Quando a acne se manifesta de forma intensa, pode prejudicar a qualidade de vida e a autoestima.

SINTOMAS

ACNE 2

Os sintomas variam de acordo com o tipo de acne, e incluem:

  • Cravos pretos (comedões abertos): aparece quando o sebo e as células mortas obstruem os poros. Enquanto o poro fica fechado, a superfície permanece aberta. É o que confere a aparência de “cravos pretos”.
  • Cravos Brancos (comedões fechados): O acúmulo de sebo e células mortas, além de bloquear o poro também bloqueia a entrada do mesmo formando uma película. Esses cravos são de remoção mais difícil.
  • Espinhas: Além do excesso de óleo que bloqueia os poros, há também a proliferação da bactéria Propionibacterium acnes que aumenta nesse ambiente oleoso. A multiplicação do micro-organismo acarreta em pequena inflamação na área com pus. É a inflamação que faz com que a espinha tenha a aparência avermelhada, quente e inchada.
  • Cistos: Ocorrem quando ainflamação atinge a pele mais profundamente, podendo ser dolorosos  e formar cicatrizes permanentes. Este é o tipo mais grave de acne.

DIAGNÓSTICO

O diagnóstico da acne acontece através de exame clínico feito pelo dermatologista, que irá analisar as lesões e avaliar qual o grau da infecção. O quadro clínico pode ser dividido em quatro estágios:

  • Acne Grau I: apenas cravos, sem lesões inflamatórias, espinhas ou cistos.
  • Acne Grau II: cravos e espinhas pequenas – pequenas lesões inflamadas e pontos amarelos de pus, também chamados de pústulas.
  • Acne Grau III: cravos, espinhas pequenas e cistos – lesões mais profundas e dolorosas, avermelhadas e bem inflamadas.
  • Acne Grau IV: cravos, espinhas pequenas e cistos, que se comunicam causando inflamação mais grave e aspecto desfigurante.  Este tipo de acne também é conhecido como acne conglobata.
  • Acne Grau V: surgimento súbito da acne com lesões graves, como cistos dolorosos que ulceram deixando grandes cicatrizes, acompanhado de sintomas gerais, como febre, mal estar e dor no corpo. É uma forma rara e mais comum no sexo masculino.

TRATAMENTO

ACNE

Praticamente todos os casos de acne podem ser controlados, e alguns se resolvem espontaneamente. O tratamento pode ser tópico, com o uso de produtos contendo peróxido de benzoíla, ácido retinóico e seus derivados, antibióticos e ácido salicílico , bem como loções adstringentes e esfoliantes. Além dos produtos de uso tópico, há outras estratégias que podem ser utilizadas pelo dermatologista para obter resultados mais efetivos:

  • Antibióticos orais: ajudam a matar as bactérias e a reduzir as inflamações;
  • Pílulas anticoncepcionais e outros medicamentos que regulam os hormônios podem ser úteis para as mulheres.
  • Isotretinoína oral: usada nas formas mais graves e resistentes ao tratamento, ou nos pacientes muito afetados emocionalmente pela doença.

Além disso, alguns procedimentos também ajudam no tratamento da acne:

  • Lasers e outras terapias com luz tratam as cicatrizes e manchas hipercrômicas residuais.
  • Peelings químicos tratam cravos e pápulas.
  • “Limpeza de pele” para remoção de cravos e pequenos cistos chamados de milium e drenagem e extração de pústulas e cistos maiores.

Tratar a acne é importante para evitar marcas e cicatrizes no rosto e em outras regiões do corpo, além de melhorar a qualidade de vida. O dermatologista é o profissional indicado para prescrever a terapia mais adequada a cada caso.

PREVENÇÃO

O aparecimento da acne irá depender da predisposição natural tanto para acumular sebo nos poros quanto para controlar os hormônios naturalmente. Para quem já possui algum tipo de acne, há alguns cuidados que podem ser empregados para que o quadro seja amenizado,  dentre os quais:

  • evitar o contato direto da pele com substâncias comedogênicas, como cosméticos e óleos.
  • controlar o estresse.
  • evitar alimentos muito gordurosos e calóricos.
  • evitar exposição solar intensa.
  • não  “apertar” ou “espremer” as espinhas.

 

fonte: Portal da Sociedade Brasileira de Dermatologia

13
jan/15

Participação da Dra Camila Otani no programa Atualidades da Tv Tarobá , transmitido ao vivo no dia 12/01/2015 , sobre cuidados com sol, praia e piscina. Vide Abaixo ( a partir do minuto 25).https://www.youtube.com/watch?v=dCOQINMoa4M

 

17
dez/14

Também chamada de Tinea Versicolor , “Pano Branco” , ” Micose de Praia” , é uma micose superficial da pele, causada pelos fungos do grupo  Malassezia spp. Esta levedura faz parte da flora da pele normal, estando presente em 90% da população. Diante de condições de umidade, queda da imunidade, excesso de suor, pode levar ao surgimento da dermatose. Transmissão interpessoal não é frequente.

Se manifesta como manchas de cores variadas ( marrom , branca, avermelhada), com discreta descamação, às vezes com prurido, principalmente na parte superior do tórax e dorso e membros superiores. Costuma ser percebida após exposição solar pois a pele normal bronzeada faz contraste com a pele acometida que não bronzeia.

pv3 pv 21_15.tif

Em pessoas com predisposição, pode ter carácter recidivante.

O tratamento pode ser feito com antifúngicos tópicos ou via oral, assim como shampoos a base de antifúngicos e ácido salicílico, por até 4 semanas, dependendo do caso. Os antifúngicos via oral não devem ser usados indiscriminadamente sem prescrição médica devido risco de agressão hepática.

Pode ser confundida com outras condições como Pitiríase Alba, Pitiríase Rósea, Vitiligo, Hanseníase, entre outras.

Consulte um Dermatologista para diagnóstico e tratamento corretos.

19
set/14

5slide5_600x450

Durante o verão, aumentam as atividades realizadas ao ar livre. A radiação solar incide com mais intensidade sobre a Terra, aumentando o risco de queimaduras, câncer da pele e outros problemas. Por isso, não podemos deixar a fotoproteção de lado. Veja a seguir dicas para aproveitar a estação mais quente do ano sem colocar a saúde em risco.

Roupas e acessórios

Além do filtro solar (nosso de todo dia), no verão é importante usar chapéu e roupas de algodão nas atividades ao ar livre, pois  retêm cerca de 90% das radiação UV.  Tecidos sintéticos, como o nylon, retêm apenas 30%. Evite a exposição solar entre 10h e 16h (horário de verão). As barracas usadas na praia devem ser feitas de algodão ou lona, materiais que absorvem 50% da radiação UV.  Outro objeto que tem extrema importância são os óculos de sol, que previnem cataratas e lesões á córnea.

Filtro solar

O verão é o momento de intensificar o uso de filtro solar, que deve ser aplicado diariamente, e não somente nos momentos de lazer.  Os produtos com Fator de Proteção Solar (FPS) 15 ou 20 podem ser usados no dia a dia; e o FPS 30 ou superior  é ideal para uma exposição mais longa ao sol (praia, piscina, pesca etc.).

O produto deve proteger contra os raios UVA (indicado pelo PPD) e contra os raios UVB (indicado pelo FPS). Aplique o produto 30 minutos antes da exposição solar, para que a pele o absorva. Reaplique-o a cada duas horas, mas fique atento, esse tempo diminui se houver transpiração excessiva ou se você entrar na água. Aplique o protetor uniformemente em todas as partes de corpo, isso inclui mãos, orelhas, nuca, pés

Uma dica bacana é que o uso de fluidos siliconados nas pontas dos cabelos impede que eles se danifiquem com o vento, calor ou maresia. Não se esqueça de proteger as cicatrizes. Quando novas podem ficar escuras se não forem protegidas. Se antigas podem desenvolver tumores na pele, apesar de ser um evento raro. Pode ser colocado o filtro na própria cicatriz ou protegê-las com adesivos ou esparadrapos.

Em crianças, inicia-se o uso do filtro solar a partir dos seis meses de idade, utilizando um protetor adequado para a pele sensível da criança, de preferência os filtros físicos. Você pode pedir orientação a um pediatra ou a um dermatologista sobre qual o melhor tipo para cada caso. É preciso que as crianças e jovens criem o hábito de usar o protetor solar diariamente, pois 75% da radiação acumulada durante toda a vida ocorre na faixa entre 0 e 20 anos.

Alerta: As pessoas de pele negra têm uma proteção “natural” da pele, pela maior quantidade de melanina produzida, mas não podem esquecer da fotoproteção, pois também estão sujeitas a queimaduras, câncer da pele e outros problemas. Assim como as pessoas de pele mais clara, precisam usar filtro solar, roupas e acessórios apropriados diariamente. Ótimo!

HÁBITOS DIÁRIOS

As temperaturas mais quentes exigem hidratação redobrada, por dentro e por fora. Aumente a ingestão de líquidos no verão e abuse da água, suco de frutas e da água de coco. Todos os dias, aplique um bom hidratante, que ajuda a manter a quantidade de água na pele entre 10% a 30%.

Alguns alimentos podem ajudar na prevenção dos danos que o sol causa à pele, como cenoura, abóbora, mamão, maçã e beterraba, pois contêm carotenóides, substância que se deposita na pele e retém as radiações ultravioletas. Esta substância é encontrada nas frutas e legumes de cor alaranjada ou vermelha.

No verão estamos mais dispostos a comer alimentos saudáveis, carnes grelhadas, alimentos crus e cozidos. Frutas e legumes com alto teor de água e com baixo teor de carboidratos e muitas fibras também são muito comuns nesta época. Aposte nestes alimentos para ajudar na hidratação do corpo, prevenir doenças e os sinais do envelhecimento.

No banho, use sabonetes compatíveis com o tipo de pele. A temperatura da água deve ser fria ou morna, para evitar o ressecamento.

DOENÇAS DE PELE

A combinação sol, praia, areia ou piscina mais o excesso de suor elevam o risco de algumas doenças da pele. Saiba mais a seguir.

Micoses

As micoses podem se manifestar na pele, no couro cabeludo e nas unhas. Vale lembrar que ninguém está livre delas, crianças, jovens, adultos e idosos. Os pés, a virilha e as unhas são os lugares mais comuns em que elas aparecem, mas isso não significa que outras partes do corpo estejam livres das terríveis micoses. São infecções causadas por fungos que se alimentam da queratina presente nesses locais. Quando encontram condições favoráveis ao seu crescimento, como: calor, umidade, baixa de imunidade ou uso de antibióticos sistêmicos em longo prazo, estes fungos se reproduzem e passam então a causar a doença.

A melhor forma de evitar as micoses é mantendo hábitos de higiene, como: secar-se após o banho, principalmente áreas de dobras da pele, como virilha, entre os dedos dos pés, axilas. Não andar descalço em pisos constantemente úmidos (lava-pés, vestiários, saunas). Usar somente o seu material de manicure. Evite usar calçados fechados o máximo possível.  Opte pelos mais largos e ventilados.

Brotoejas

Aquelas pequenas bolinhas na pele também costumam dar o ar da graça nos dias de calor. Elas surgem principalmente em bebês por conta do contato da pele com o suor nas “dobrinhas” da pele ou das roupas. Elas aparecem quando há entupimento das glândulas sudoríparas. Podem ser bolhas transparentes e podem não coçar quando a obstrução for superficial; ou avermelhadas e coçarem muito quando a obstrução dos canais das glândulas por mais profundo. Usar roupas frescas no calor, evitar locais muito abafados que propiciam a sudorese excessiva, são algumas dicas para evitar brotoejas, principalmente em pessoas predispostas.

Manchas e sardas brancas

As manchas e as sardas brancas surgem devagar e quando menos se espera, elas estão lá fixadas na pele como mini-pontinhos. Elas são danos que os raios solares causaram na pele e aparecem como tempo.

As manchas são conhecidas como manchas senis, ou melanoses solares. Em geral, são manchas escuras, de coloração entre castanho e marrom, geralmente pequenas. Surgem em áreas que ficam muito expostas ao sol, como a face, o dorso das mãos e dos braços, o colo e os ombros.

As sardas brancas aparecem quando há ação acumulativa da radiação solar sobre áreas de pele expostas ao sol de forma prolongada e repetida ao longo da vida, provocando alterações nos melanócitos.

A melhor forma de evitá-las é não se esquecendo do protetor solar para que não apareçam novas lesões. As manchas e sardas têm tratamento, feito por um dermatologista especializado. Ele irá avaliar sua pele e as lesões e indicar o melhor tratamento.

Essas lesões são benignas, não evoluem para o câncer da pele; entretanto, são marcadores de fotoexposição e fotodano. Por esse motivo, o acompanhamento regular desses pacientes com dermatologista, é fundamental para uma perfeita avaliação e acompanhamento.

Acne solar

É provocada pela mistura da oleosidade da pele com o uso do filtro solar. Lave o rosto com sabonete ideal para o tipo de pele, use tônicos mais adstringentes e procure usar filtros solares com base aquosa ou em gel, esses produtos deixam a pele mais seca, o que pode diminuir a oleosidade da pele.

FONTE : Sociedade Brasileira de Dermatologia – http://www.sbd.org.br/cuidados/cuidados-com-a-pele-no-verao/

08
set/14

Freeze é um aparelho que combina a tecnologia de pulsos magnéticos com Radiofrequência Multipolar  , de forma não invasiva.

images

Ao estimular a produção de colágeno e elastina e compactação da gordura , causa reafirmação da pele , melhora da textura e elasticidade , e redução de medidas.


INDICAÇÕES

– celulite;

– gordura localizada;

– flacidez corporal (abdome , braços , coxas);

– flacidez de face e pescoço.

As ponteiras do aparelho geram calor de forma indolor , sem necessidade de anestesia . Não há necessidade de afastamento das atividades usuais.

O tempo aproximado de cada sessão é de 20-30 minutos por área.

A pele ficará discretamente avermelhada após o procedimento , mas não fica marcada, nem com cicatrizes.

A quantidade de sessões necessárias varia conforme a indicação , mas em média 8  já produzem um ótimo resultado . Pode ser feito 1 vez por semana , ou a cada 15 dias.

É contra –indicado para gestantes , portadores de marcapasso,  próteses metálicas , e pessoas com doenças que interfiram no colágeno.

FREEZE NA MÍDIA: 

0201
    

19
ago/14

O laser de Co2 fracionado é uma tecnologia que consiste na aplicação de feixes de luz para vaporizar áreas da pele. Durante a sua recuperação , a pele se contrai , e produz mais colágeno. Por isso , é indicado para diminuição de rugas , flacidez , estrias e cicatrizes.

Indicações:

– rugas e marcas de expressão :

– flacidez de rosto e pálpebras;

– cicatrizes cirúrgicas , traumáticas , e de acne;

– estrias : considerado o melhor tratamento ( ” gold standart” ) para estrias brancas.

O número de sessões necessárias varia conforme a indicação.

O procedimento pode ser doloroso ; por isso , um anestésico tópico ou analgésico via oral podem ser necessários antes da sessão.

Imediatamente após a sessão , e pele ficará avermelhada, com vários pontinhos brancos (que correspondem aos feixes de luz do laser), com um pouco de ardência e inchaço.  Crostas finas podem aparecer no segundo ou terceiro dia , seguidos de descamação e coceira . Todo o processo de recuperação da pele pode levar até 7 dias para face , e até 21-30 dias para outras áreas corporais. . Efeito adversos menos comuns incluem infecções, formação de crostas, clareamento ou escurecimento da pele .

Hidratantes calmantes e filtro solar são muito importantes neste período.

Ao final do processo , a pele ficará mais clara , lisa e uniforme.

18
ago/14

Depilação definitiva

Mundialmente reconhecido como o melhor laser de depilação existente, o Laser de Diodo LightSheer Duet é um aparelho de última geração, projetado para remover os pelos indesejados de forma definitiva , segura, mais rápida e indolor.

LightSheer DUET proporciona uma área de tratamento maior, atingindo um número maior de folículos a cada disparo. Assim o tratamento é mais rápido do que outras opções de lasers disponíveis no mercado.

Seu laser produz um feixe de luz altamente concentrada que é absorvida pelo pigmento (melanina) localizado nos folículos pilosos, causando aquecimento do bulbo ( raiz) do pêlo , interrompendo sua função de crescimento.

Você pode ter os benefícios do LightSheer em praticamente todo o corpo: buço, queixo, rosto, virilha, costas, peito, braços, axilas, perna, abdômen, etc.

 

Não há necessidade de anestésicos tópicos, pois é praticamente indolor , devido o sistema a vácuo e ponteira resfriada que “enganam” as terminações nervosas responsáveis pela sensação de dor.

Não há necessidade de afastamento das atividades habituais.

O número de sessões é variável ,dependendo da cor da pele , e o tipo do pêlo (grosso/fino, claro/ escuro) . Em média,  3- 8 sessões produzem o resultado desejado, sendo que esse número pode ser maior em pessoas com pêlos finos e claros.  Pode ser necessário sessões de manutenção a cada 2-3 anos.

O procedimento pode ser feito a cada 30- 40 dias.

Após o procedimento , a pele pode ficar avermelhada , e com pequenos pontos enegrecidos que correspondem aos pêlos que foram queimados.

Deve-se evitar a exposição solar antes e depois das sessões.

OBS. É importante  não depilar com cera/máquinas depilatórias/pinça a região a ser submetida ao Light Sheer Duet , para não influenciar negativamente no resultado.

 

 

Categorias

Copyright Dra Camila Otani - Todos os direitos reservados contato@camilaotani.com.br / Rua Minas Gerais, 2061 - Sala 201 - 2º Andar
(45) 3227-6803 / 9922-0990